FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

Precisão em Viscosímetros: conheça o Rheomat da proRheo

viscosímetro

A precisão da medição é frequentemente dada em relação à “faixa de medição” ou a partir de “torque real”.

Agora, qual é a diferença entre a tolerância de torque “da faixa de medição” e do “torque real”?

A tolerância “da faixa de medição” é definida da seguinte forma:

 Se, por exemplo, a faixa de medição de um viscosímetro for 100 a 100.000 mPas, a tolerância “de faixa” é 1% de 100.000, que é a mais alta possível, o “valor final”. No exemplo acima mencionado, a tolerância é de 1.000 mPas. Para medição de 100 mPas, a tolerância é de 1.000 mPas também (o que não faz sentido tecnicamente). Isso significa que, na faixa de medição mais baixa, a tolerância possível é 10 vezes o valor medido em si! Valores confiáveis ​​podem ser obtidos somente na parte superior das faixas de medição do viscosímetro.

A tolerância “do torque real” está sempre relacionada ao valor medido real, não dependendo da faixa de medição. Medindo 100 mPas, a tolerância ao torque será 1% de 100 mPas que é 1 mPas. Medindo 1.000 mPas, a tolerância ao torque será de 1% de 1.000 mPas que é de 10 mPas e assim por diante. Isso implica que, para toda a faixa de medição, valores confiáveis ​​serão obtidos.

Para qualquer viscosímetro (tanto o Rheomat ProRheo quanto os de empresas concorrentes), incertezas devem ser adicionadas à temperatura (1%) e velocidade de rotação / mecânica (1%). Como mencionado, isso é válido para qualquer viscosímetro. No pior caso, a tolerância do Rheomat da proRheo seria de 3%, a soma de 1% para torque, 1% para temperatura e 1% para velocidade de rotação / mecânica.

Informações básicas adicionais

Os viscosímetros Rheomat da proRheo calculam a viscosidade pela medição da corrente do motor: a amostra para ser medida gera uma resistência na lacuna do sistema de medição. Portanto, o motor precisa mais energia para manter uma velocidade rotacional constante. A diferença de energia necessária é registrada para cálculo da viscosidade.

A vantagem deste método é a alta precisão em uma ampla faixa de medição. Divergências são possíveis no primeiro e no último décimo da faixa de medição. Se esse limite for alcançado, o viscosímetro mostra “momento muito alto” ou “momento muito baixo” no visor como um aviso.

Os viscosímetros, por exemplo, do fabricante Brookfield seguem um princípio de medição diferente: Não é registrada a corrente do motor, mas as forças efetuadas em uma mola. De acordo com a viscosidade, diferentes molas estão disponíveis para os instrumentos. Até os instrumentos “digitais” trabalham com este princípio, o que significa que apenas a saída dos dados de medição é digital, não a medida em si. A desvantagem deste princípio de medição é que resultados precisos de medição só podem ser obtidos apenas no meio da faixa de medição. Devido ao princípio da mola de torção, as divergências nos quartos superior e inferior da faixa de medição são muito altas.