FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

Indústria de alimentos e a análise de tamanho de partículas

Tratando da indústria de alimentos e bebidas, é sabido que nunca tivemos tantos processos e instrumentos utilizados para garantir a padronização, qualidade e segurança de tais produtos como atualmente. Produtores e fabricantes se atentam, em todas etapas da cadeia produtiva, para atender a diferentes portarias e orientações sobre a composição dos seus alimentos, o que inclui a chamada análise de tamanho de partículas.

Neste artigo, descreveremos o que é esta análise, quais são seus objetivos e também algumas das aplicações deste teste em alimentos específicos. Confira nos tópicos!

O que é e como é feita a análise? 

O método mais comum e eficaz para a análise de tamanho de partículas é através da utilização de equipamentos do tipo Analisador Dinâmico de Imagem (Dynamic Image Analyzer). Estes utilizam uma fonte de luz pulsada com frequência de nanosegundos aliada a câmera de alta resolução e velocidade de captura, permitindo a análise de imagens e medição das partículas presentes com total nitidez e precisão. Isto, claro, dependendo do equipamento e das configurações propostas pelo fabricante.

Um analisador do tipo possibilita a avaliação de milhões de partículas em um menor tempo, garantindo a excelência e relevância dos dados estatísticos obtidos. Além das aplicações na indústria de alimentação, conforme os exemplos que citaremos logo em seguida, estes analisadores de imagens também são utilizados em laboratórios de universidades e na indústria farmacêutica e química, na metalurgia e em geologia, entre outras necessidades.

Objetivos e aplicações em alimentos

Como é possível imaginar, esta análise tão detalhada sobre as partículas atende a diferentes requisitos: padronização, segurança alimentar e controle de qualidade do produto, garantindo um bom tratamento desde a matéria-prima até o produto final que será disponibilizado ao consumidor.

Nesta lista, temos exemplos simples para descrever como a análise de tamanho de partículas é empregada especificamente na indústria de alimentos e bebidas. 

 

  • Suco de frutas

 

O mercado oferece sucos e outros produtos, como iogurtes, prometendo pedaços de frutas e os “gominhos” de laranja. Para garantir a integridade, qualidade e padronização desses produtos, entra em cena a análise de partículas sólidas. Com os resultados, será possível entregar bebidas com a textura proposta corretamente.

 

  • Café

 

Já no café, em seus diferentes formatos e apresentações, a análise é importante para a padronização dos grãos moídos, afinal mesmo uma alteração mínima já pode descaracterizar o produto final e mais desejado: uma xícara de café saborosa.

 

  • Chocolate

 

De forma parecida, a análise de partículas é utilizada para garantir que os grãos de cacau, o pó e sua massa estejam bem processados e com a qualidade necessária para a fabricação do chocolate, inclusive com diferenças também entre o ao leite e as versões mais amargas. 

 

  • Leite em pó

 

Sendo um alimento processado justamente pelo diferencial da textura, apresentação e preparação, a análise de tamanhos de partículas no leite em pó, do infantil às fórmulas nutricionais, se faz importante para garantir o padrão de qualidade esperado do produto. Outros testes são necessários para essa família de produtos, relacionados à umidade, acidez e composição.  

 

  • Açúcar

 

Já no açúcar, em todas suas variáveis, a análise das partículas é o meio de garantir a segurança e qualidade do produto. Fica fácil compreender como a análise é necessária se considerarmos as características básicas do açúcar cristal e do açúcar de confeiteiro, assim como suas finalidades. No açúcar refinado, por exemplo, esse teste também é acompanhado de análises sobre a cor esperada do produto e a presença de umidade ou de ferro e outros resíduos minerais. 

Estes exemplos, inclusive, são detalhados justamente pela fabricante Sympatec. Aproveite e conheça o QICPIC, o analisador de formato e tamanho de partículas através da análise dinâmica de imagens.

Para concluir, relembramos que a análise de tamanho de partículas é apenas um dos testes e avaliações utilizados na indústria alimentícia. Saiba mais sobre as ferramentas e processos mais utilizados para o controle de qualidade de alimentos.